Neuroma de Morton

Neuroma de Morton é uma das causas de metatarsalgia, a qual representa dor na parte anterior da planta do pé. Em 1876, Thomas Morton descreveu o neuroma de Morton como uma inflamação de um nervo no pé. Esta inflamação é causada pelo aprisionamento do nervo abaixo das cabeças dos metatarsos. Neuroma significa um tumor do nervo. Tumor neste caso refere-se simplesmente a um aumento de volume do nervo e não nenhum tipo de câncer ou malignidade.

A causa do aumento de volume do nervo é a lesão por repetição (microtrauma de repetição). O nervo torna-se aprisionado entre as cabeças dos metatarsos quando o paciente está de pé ou quando anda. Isto mais frequentemente ocorre em sapatos fechados com salto alto ou sapatos com solas finas, porém pode ocorrer em qualquer tipo de caminhada ou muito tempo de pé. Usualmente ocorre entre o terceiro e quarto dedos do pé.

Os sintomas do Neuroma de Morton são: Dor e dormência em local específico na sola do pé, algumas vezes irradiando-se para os dedos. Algumas vezes a dor pode estar ausente e em outras situações a dor pode ser severa o suficiente para o paciente ser obrigado a tirar o sapato para obter o alívio dos sintomas. O paciente pode sentir como se tivesse uma pedra que se move dentro do sapato. O médico durante o exame físico do paciente pode algumas vezes sentir este Neuroma ao tocar o pé do paciente. Ainda no exame físico, o médico pode notar a presença de diminuição de sensibilidade nos dedos acometidos.

O diagnóstico pode ser difícil, especialmente quando o paciente visita o médico pela primeira vez. Vários exames em diferentes ocasiões podem ser necessários para estabelecer um diagnóstico bem definitivo. A condição tende a piorar com o tempo. Com a lesão de repetição, o nervo torna-se cada vez mais espessado e na medida em que ele torna-se de maior volume ele é mais facilmente aprisionado entre as cabeças dos metatarsos.

O tratamento inicial é através da modificação de calçados e palmilhas. Algumas vezes uma infiltração com corticóide pode ajudar a diminuir a dor e inflamação do nervo.

O tratamento cirúrgico para ressecção do Neuroma pode ser feito quando necessário. A taxa de sucesso após a cirurgia é em torno de 95% das vezes. Como nervo deve ser removido durante a cirurgia, haverá uma diminuição de sensibilidade nos dedos e em parte da sola do pé após a cirurgia. Isto geralmente não é um problema e torna-se menos proeminente com o passar do tempo.

Uma dor persistente após a cirurgia pode ser devido à irritação do nervo remanescente após a cirurgia. Isto pode necessitar uma cirurgia adicional nos 5 % dos pacientes dos quais não obtém alívio com o tratamento cirúrgico primário.

Outra possível complicação é infecção. O pé está pré disposto a um edema no pós operatório e sangramento, os quais são fatores predisponentes para infecção. Um período adequado de repouso e antibiótico após a cirurgia, geralmente é tudo que é necessário para tratamento desta infecção.